Image Map

Resenha - Percy Jackson E O Mar De Monstros


Livro: Percy Jackson E O Mar De Monstros #2
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 285
ISBN: 978-85-98078-44-1
Pontuação: ★★★★




Eu amei o segundo filme, e por isso estava ansiosa para ler o segundo livro da série Percy Jackson. Sei que muitas pessoas odeiam ambos os filmes, mas eu não odiei, amei muito mais o segundo do que o primeiro e claro que o livro é sempre melhor comparado ao filme, mas mesmo assim não odiei os filme e teria amado se tivessem continuado a produzirem a série inteira.


As páginas são amareladas, a fonte é grande (um milagre! Editora Intrínseca com fonte grande, isso é mesmo verdade? SIIIIM!), tem sumário e vinte capítulos. A capa do segundo livro até o momento é a minha preferida dessa edição.

(capítulo)

(páginas)

Percy está tendo sonhos estranhos, seu amigo Grover (um sátiro) está fugindo de algo. Grover saiu para uma jornada em busca de Pã a algum tempo e não voltou, e agora com esses sonhos estranhos que Percy vem tendo, ele acredita que seu amigo pode estar em sérios apuros.
Além disso, ele continua a sonhar com Cronos, o titã que deseja se libertar para destruir o Olimpo e que está tendo a ajuda de Luke, um meio-sangue filho de Hermes e ex-campista do Acampamento Meio-Sangue. Desde que Luke mostrou sua verdadeira face e deixou bem claro seus planos com relação ao Olimpo, Percy vem buscando uma maneira de impedir Luke e seus planos.
Agora que a árvore de Thalia, a árvore que protege o acampamento dos monstros, foi envenenada, Percy e todo o acampamento estão sofrendo de vários ataques, e os meios-sangues estão ficando apavorados. A árvore esta morrendo lentamente e muitos perderam a esperança de achar uma cura. Mas claro que nem tudo está perdido. Percy e seus amigos: Annabeth (filha de Atena) e Tyson (um ciclope que tem uma forte ligação com Percy) em busca do Velocino e de Grover que podem estar no mesmo lugar: O Mar De Monstros (também conhecido pelos humanos como O Triangulo Das Bermudas). Um lugar no oceano onde tudo desaparece e nada volta.


Mais uma vez não achei essa jornada de Percy tão incrível, tão maravilhosa, tão grande coisa. Sim, a história é legal, eu amo a mitologia e isso é o que mais me prende no livro, as aventuras são sempre legais e cheias de descobertas, mas não acho a história em todo grande coisa ou super incrível. E mais uma vez o filme é completamente diferente do livro. Ambos para mi foram legais, tanto o filme quanto o livro.


Percy continua corajoso e audacioso, novamente não consigo ver um garoto de doze anos nesse livro, ele (e seus amigos) não parece ser uma criança de apenas 11/12 anos. Ele tem uma maturidade mais avançada, mas claro não deixa de ter a inocência de um garoto de 11/12 anos.


Annabeth continua com sua inteligência interminável de tudo e de todos. Também uma das personagens mais corajosas do livro e mais fogosa com relação a uma batalha, ela também é madura o suficiente para não aparentar a idade que tem.


Grover mal aparece no livro por estar em um lugar desconhecido longe de Percy. Mas vi mais coragem nele nas breves vezes que ele aparece e quando ele voltou a aparecer no livro completamente (mais pro final do livro), não vi aquele sátiro bobão e medroso do primeiro livro, apesar de ele ainda ficar tremendo e sentir medinho em certas vezes, mas nesse livro ele está mais esperto e mais corajoso.


Tyson é o novo personagem totalmente diferente do que conhecemos no filme. Enquanto no filme ele é mais descontraído e brincalhão, no livro ele é totalmente o oposto. Parece que ele e Grover trocaram de lugar, enquanto Grover ficou mais corajoso no livro, Tyson pegou os “medinhos” de Grover. Tyson é um bebê chorão, medroso e super atrapalhado. E muito, muito, muito inocente. Apesar disso ele é um personagem fofo e adorável.


Clarisse é uma personagem “adorável” para não dizer o contrario. Não serio... Ela tem seus momentos. Ela é durona, violenta, mal humorada, super competitiva, mas ela é uma personagem bem legal e tem seus momentos.


A Hidra, que não tinha aparecido no primeiro livro (como apareceu no primeiro filme), finalmente deu as caras nesse segundo livro, por mais breve que seja. Mas não foi tão interessante como foi no filme.

Amei conhecer O Mar De Monstros, Caríbdis, Squila, Polifemo, monstros mitológicos incríveis. Sempre gostei muito da mitologia, tenho vários livros de mitologia aqui comigo e Percy Jackson me faz amar esse mundo muito mais.  


Resenha - A Vingança De Mara Dyer


Livro: A Vingança Dyer #3
Autora: Michelle Hodkin
Editora: Galera
Páginas: 373
ISBN: 978-85-01-10464-9
Pontuação: ★★★★




Finalmente terminei o último livro dessa trilogia. Queria ir devagar com ela, por isso a demora. Devo confessar que essa trilogia não é grande coisa como achei que seria. Lembro da época em que lançaram o primeiro livro e o sucesso e falatório tremendo que teve entre os leitores, muitas pessoas amaram. Eu adoro essa trilogia, mas não acho ela grande coisa e não me entusiasmei tanto com ela.


As páginas são amareladas, a fonte é okay, essa é a minha capa preferida da trilogia, têm oitenta e três capítulos super curtinhos e um epílogo, a partir da página duzentos e sessenta a narração se intercala entre Mara e Noah.
Nem preciso dizer que terá spoiler dos outros livros né?!

(páginas)

(capítulo)

Depois dos acontecimentos do segundo livro, Mara acha que demoliu o Horizontes e matou todos que estavam lá, seus amigos, os outros pacientes, seu inimigo que provocou todo o desastre, Jude, e seu namorado Noah. Não. Noah não. Mara sente e acredita fielmente que ele esta bem vivo, mas onde ele esta exatamente?
É impossível para Mara descobrir o paradeiro de seu namorado, afinal ela esta presa como um rato de laboratório sendo submetida a testes científicos pela Dr. Kells, uma das supervisoras/doutoras do Horizontes. Porém, no meio de tantas drogas que injetam nela e com suas memórias falhando fazendo-a ficar desorientada e inconsciente na maior parte do tempo, Mara recebe uma ajuda inesperada para escapar de onde quer que ela esteja, e assim socorrer seus amigos que ainda estão vivos.



Segredos são revelados, Mara e seus amigos fazem descobertas que podem levá-los as respostas que tanto queriam: quem fez isso com eles? Porque eles nasceram assim? Qual o propósito dos experimentos que foram forçados a fazerem? O pequeno grupo fugitivo precisam se unir e usas seus poderes para chegar ao destino que as pistas o levam, cada vez mais próximos de uma possível verdade... E de Noah. Mara sempre pensou que seria capaz de tudo por quem amasse, mataria, sacrificaria e puniria quem precisasse e estivesse em seu caminho. Ela fará de tudo para encontrar Noah.



Esse foi o livro mais... Obscuro dessa trilogia. Mara está totalmente dark, meio que consumida pelo seu poder, ou quase isso. Mas afinal estamos acompanhando a jornada de uma anti-heroina, a protagonista tem que ser meio dark mesmo kkk. Mara às vezes parece não ter certos sentimentos que todo mundo deve ter quando faz algo errado ou... Macabro, é como se ela estivesse perdendo bem aos pouquinhos a sanidade e o conhecimento do certo e do errado.



Noah quase não aparece no livro porque está desaparecido. Quando ele aparece é quase no final do livro, tipo lá para a página duzentos e sessenta e alguma coisa... Ele esta meio mudado, mas nem tanto. Eu senti certa diferença nesse personagem e não consigo explicar direito, é como se ele tivesse naquela vibe “to nem ai”, “tanto faz” “faça o que der na telha que eu vou logo atrás”, eu não sei explicar. Falando assim parece que ele ta desleixado no livro, mas na é isso kkk.
Eu não gostei muito da Stella, a achei muito, muito, muito sem sal, parecia que estava ali só para “encher o grupo”, ela era muito pé no saco e totalmente introvertida.



Jaime está maravilhoso como nos outros livros, até mais brincalhão nesse já que está mais presente nesse terceiro livro. Mesmo brincalhão, bobo, divertido e meigo de antes. Amo.
Amei ter a presença de Daniel no livro, gostei muito desse personagem desde o primeiro livro e estou feliz por ele esta mais presente nesse.
Eu achei as explicações de certas coisas nesse livro muito vaga e mal explicada, tinha coisas que tinha reler e entender porque não estava bem explicado, faltaram mais detalhes, faltaram mais explicações.


Por ser uma anti-heroina, e por ter o poder que tem, não acho que a história de Mara e Noah terminará bem, quem leu o primeiro livro sabe o motivo de Mara ter medo de “tocar/ir mais além com” Noah, e com as revelações desse livro eu acho mais impossível ainda a relação deles da certo. É triste, é horrível, é decepcionante, é de partir o coração dizer isso, mas é só juntar dois mais dois: não vai dar certo.



Estou ansiosa para a trilogia de Noah que vai lançar em Novembro lá fora, mas não sei quando será lançado aqui já que a editora Galera ainda não falou nada. Espero muito que lancem aqui. Quero ver como essa relação de Noah e Mara vai terminar já que Mara deixou bem claro no livro que não tem receio de matar e Noah... Bom, ele não é exatamente contra, mas claro que ele não é a favor. Acho que ele passa muito a mão na cabeça de Mara, e talvez isso não se prolongue na trilogia dele de acordo com a sinopse que eu li do primeiro livro: The Becoming Of Noah Shaw.


Image Map
©MY SECRET BOOKS 2015 ♥TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ♥ DESIGN E ILUSTRAÇÃO POR TALITA THOMAZ♥TECNOLOGIA DO BLOGGER.