Image Map

Leituras Do Mês De Fevereiro


O mês de Fevereiro foi um mês bem mais ou menos com as leituras. As leituras foram bem lentas e o tempo para lê foi escasso. Foi um mês decepcionante :(


Orgulho E Preconceito
O livro me atrasou bastante. Estava super na vibe para ler ele, vi o filme amei, vi até mesmo o Orgulho e Preconceito e Zumbis que eu amei demais. Eu estava super agitada e ansiosa demais para ler esse livro. Entrei nele com altas expectativas, mas acabou que foi tão lento e parado, sem que nada acontecesse... Realmente prefiro livros de ação, fantasia, já esses livros super tranquilos e cheios de romances não são minha praia.

Anjos E Demônios
Comecei a ler esse livro em 2016, mas acabei deixando ele de lado logo no inicio porque eu não tava na vibe para ler o livro. Anos depois finalmente me senti segura e com vontade para pegar o livro para ler. Ainda bem que o peguei quando senti que estava pronta para lê-lo, porque o livro foi incrível! Diferente da primeira vez que o peguei para ler, eu tava de ressaca e comecei o livro bem mal. Felizmente dessa vez correu tudo bem e li o livro em um piscar de olhos e já estou mega ansiosa para O Código Da Vinci.


Loney
Eu tava bem nervosa, com pé atrás, hesitante em pegar esse livro. Comprei-o em pré-venda em 2016, mas desde então não tive coragem de lê-lo, pois assim que o livro lançou só teve gente falando mal do livro, muitas criticas negativas, e acabei ficando com receio. Adiei por muito tempo essa leitura e finalmente me dei um tapa na cara e criei coragem.
Foi um livro... Confuso. Estranho. Mas não ruim, porém também não foi de todo legal. O final do livro me deixou em duvida, não consegui entender e li varias vezes, além de ter procurado resenhas com ou mesmo sem spoilers para encontrar respostas e explicações. Não foi um final de todo confuso, mas certas coisas ficaram desentendidas para mim.

Percy Jackson – A Batalha Do Labirinto
Assim que peguei o livro demorei alguns dias para começar a lê-lo. Além de falta de tempo comecei a ficar com um pouco de ressaca, felizmente essa ressaca foi bem breve e assim que consegui pegar o livro de vez para ler, segui com a leitura sem parar.
Esperava bem mais desse livro. Ele traz um tema que eu gosto bastante que é sobre o Labirinto de Dédalo, mas no livro achei que o autor explorou tão pouco da vastidão que é esse labirinto... Mesmo que o livro fosse um calhamaço, não teria problema, o bom seria se ele tivesse falado mais e mostrado muito mais do que tem no Labirinto e que acabou ficando de fora do livro. Teria sido um livro de aventura incrível e rico. Apesar disso não foi uma leitura ruim. Quando comecei a engrenar na leitura, ela se tornou bem fluida e até gostosinha.


Infelizmente foram somente quatro livros em Fevereiro e não estou tão otimista para Maio, pois meu trabalho está extremamente puxado e a falta de tempo está enorme. Mas sigo otimista em conseguir ler sessenta livros para esse ano. Os melhores meses para mim de leituras é novembro e dezembro, mas tentarei ler o máximo de livros possíveis agora no inicio do ano, no primeiro semestre.

Resenha - S - O Navio De Teseu


Livro: S – O Navio De Teseu
Autores: J. J. Abrams e Doug Dorst
Editora: Intrínseca
Páginas: 456
ISBN:  978-85-8057-556-9
Pontuação: ★★★★★ 



OBS: Essa resenha foi feita em abril de 2017. Por algum motivo desde então não postei a resenha, juro que não faço ideia do porque. Na verdade, jurava já ter disponibilizado essa resenha, mas recentemente percebi que não havia postado. Ops! 
Então vamos a resenha escrita há muitos anos atrás:


Antes de mais nada gostaria de avisar que essa será uma resenha gigante, pois eu enchi esse post de fotos e mais fotos kkkk, tentei me controlar, mas foi difícil! O livro é cheio de detalhes que achei importante mostrar a vocês.
Em fim, demorei um pouco para fazer essa resenha, mas é que estou dando voltas em minha cabeça tentando arranjar um jeito de explicar esse livro magnífico, intensamente misterioso e cheio de códigos!


As páginas são bem amareladas para representar um livro velho de 1949 mais ou menos, a fonte é pequena, mas a um espaçamento bem grande nas margens e bordas das páginas de forma que o texto é pequeno e torna a leitura mais rápida. A capa é dura e áspera e parece velha, mas é proposital, o livro inteiro foi construído para parecer bem velho, a lombada parece bem desgastada com algumas falhas e defeitos, etc. Tem dez capítulos e Nota de Tradução e Prefácio.

Uma dica: Cada uma dessas folhas soltas, fotos, cartões, etc. pertence a suas respectivas páginas, mas caso você que possui o livro tem medo de tirar as folhas da página certa e depois esquecer onde estava, aconselho que enumere cada folha, carta, fotos, em fim, tudo que vier solto. Enumere no cantinho, ou onde preferi, de acordo com a página que pertence, pois como é tudo solto é difícil manusear o livro sem que essas folhas acabam caindo/escorregando. Ou podem colocar um clips, o problema (caso isso seja um problema para você) é que o clips deixa a página do livro marcada.
Usando esse método pude tirar as fotos que tirei e também ler o livro tranquila sempre que um dos papéis soltos escorregavam.




(um importante material para desvendar o código no final do livro!)




Fiz essa resenha em partes, pois achei essa forma melhor para explicar como esse livro maravilhosamente louco funciona. Não tem spoiler, mas eu coloquei algumas dicas porque como eu disse, esse livro é confuso, mas um confuso maravilhoso. Essa resenha vai ficar um pouco grande, mas é muita coisa para explicar e discutir hehe.


Então vamos falar de S: Um personagem que é desmemoriado (ou podemos chamar de amnésia), não sabe quem é, onde está, porque está ali e como foi parar ali. Não se recorda do passado e nem de ninguém. Mas enquanto ele caminha pelas ruas escuras sem direção, ele encontra um papel em seu bolso com uma única letra desenhada: S. Isso na verdade é como um símbolo, que ele acaba vendo em muitos lugares, alguns expostos outros escondidos, e não faz ideia do seu significado, simplesmente é um mistério. Até que ele é levado a força para um Navio... misterioso/sinistro (sim acho que essa é uma boa forma de descrever esse bendito Navio!). Lá lhe informam que ele se chamará S.
S busca por sua identidade, pelo seu Eu. Seus instintos sempre o guiando, como se o seu Eu escondido (aquele esquecido) soubesse o que fazer e onde ir, então seu novo Eu (o atual) simplesmente sente e segue os instintos. Mas durante essa jornada algo mais acontece algo que tem relação a ele, mas não tem explicações.



Agora vamos falar do Autor: Primeiramente gostaria de informar que os autores J. J. Abrams e Doug Dorst somem a partir do momento que você abre a caixa do livro. Mas como assim? O Livro foi “criado” por V. M. Straka, que é um autor fictício, mas real no livro, e o nome do livro que “ele criou” se chama O Navio de Teseu (e não S, pois S não é o livro é a embalagem, o nome real do livro é O Navio de Teseu). Esse autor fictício é um mistério, pois ninguém nunca o viu ou falou com ele frente a frente, por tanto é um mistério quem ele é, existe até mesmo o mistério se é homem ou mulher, mas a maior aposta é homem. V. M. Straka é um autor... peculiar (acho que é uma palavra certa para descrevê-lo, mas também poderia descrevê-lo como: misterioso, inteligente, e pra mim um pouco assustador, explico mais abaixo!), Straka foi um autor muito influente pra época. Tudo o que se sabe sobre Straka é por meio de seus livros, mas o Straka nunca pode terminar o livro O Navio De Teseu, que terminou foi F. X. Caldeira um tradutor brasileiro (sim isso mesmo, Brasileiro) que traduzi as obras de Straka para diversas línguas incluindo o português, F. X. Caldeira tinha certa conexão com Straka apesar de também nunca ter o visto. F. X. Caldeira trás para nó a lista que existe de candidatos para Straka, pessoas reais e um pouco conhecidas que ele poderia ter sido e é ai que Jen e Eric entram:
O Navio de Teseu é um antigo livro de biblioteca, muito antigo mesmo, de uma Universidade. Lido e manuseando por diversos leitores, porém duas pessoas em especiais que tiveram o livro em mãos deixaram suas “marcas”. Jen e Eric conversaram nas bordas (margens) das páginas sobre o que ainda não lemos (então sim, em determinados momentos Jen e Eric vão soltar uns spoilers, mas nada muito perceptível (e nem muito revelador), pois como não lemos o livro ainda não vamos saber/entender do que eles estão falando). Ambos leram o livro varias vezes, mas tudo começou quando Jen pegou o livro em um determinado dia e encontrou anotações/observações/comentários escritos a lápis em trechos/passagens do livro, e ai ela decidiu responder, fazer observações e questionar logo abaixo das observações/questões/anotações que estavam a lápis. E é ai que começa o bate papo entre Jen e Eic, pois Eric foi quem escreveu a lápis, e quando pegou o livro novamente respondeu a Jen.
Em determinados momentos desse bate papo, ha a necessidade de Jen e Eric deixarem anexos, bilhetes, fotos entre as páginas. Mas por quê? Pois Eric está estudando sobre o autor, para tentar desvendar os mistérios, porque há anos muitos estudiosos estão tentando descobrir quem foi Straka, além do mistério sobre a revelação de que O Navio de Teseu é uma mensagem para alguém em forma de código (então não é algo explicito, e algo que Jen e Eric e até mesmo nós precisamos estudar com muita atenção). Então Jen passa a ajudar Eric e ambos começam a estudar os mistérios de Straka.
Então nesse livro encontraremos duas histórias paralelas, a história de Jen e Eric, e a História de S (o personagem, lembrando que S não é o nome do livro!).



Agora vamos falar do mistério do livro: Com relação ao Navio De Teseu o mistério é S, quem é ele, o que os signos representam e a sua missão, além do mistério do que está acontecendo ali, é tanto fenômeno, tanto mistério que se torna algo com um Quê de terror. O segundo mistério referente à história de Jen e Eric: Quem foi Straka, o que ele queria dizer e para quem com aquele livro, e o que essa outra pessoa também queria lhe dizer? O terceiro mistério: Quem é F. X. Caldeira e se o que ele diz no Prefácio e nas notas de rodapé é verdadeiro?

Já vou logo avisando que não teremos todas as respostas, vamos ter mil perguntas e só cem respostas. Mas Bia, então porque você deu cinco estrelas para um livro que não responde metade das perguntas? Simples, essa é exatamente a intenção dos autores que criaram essa obra. V. M. Straka morreu antes que pudesse completar o livro, então sim o mistério de muita coisa envolvendo o mundo do personagem S ficou boa parte sem respostas. F. X. Caldeira completou com o último capítulo, mas sem saber realmente qual era o real final que Straka planejava, então vocês vão ter de se contentar com esse livro super, mega, ultra enigmático sem respostas. Foi INTENCIONAL pessoal, e eu achei isso incrível. Em nenhum momento depois que acabei o livro me senti como lendo aqueles livros de Trilogias e/ou séries onde o autor deixa perguntas no ar sem explicações. Entendam: O autor morreu antes de completar a obra, não tem como ter as respostas.
Outra questão importante: Como se lê O Navio De Teseu? Existe sim um meio certo de ler, mas não sei se eu deveria falar. Não é um spoiler, mas é uma coisa que seria legal você se dá conta por si mesmo o que as mudanças da cor de caneta da Jen e Eric significam. Uma dica: Tem a ver com tempo, você vai descobrir ao longo do livro que a conversa de Jen e Eric tem uma linha de tempo.



Dicas:
Pessoal uma dica super importante: leiam com muita atenção o Prefácio! Com toda a atenção do mundo nesse Prefácio! Ele pode ser chato (sei bem disso precisei ler três vezes porque estava quase dormindo!), mas ele é a maior dica, sua maior ajuda, nesse livro. F. X. Caldeira irá nos trazer uma lista de candidatos a Straka, pessoas que poderiam ter sido ele. E são muitos nomes, então eu sugiro que vocês prestem atenção, façam anotações porque esse livro tem códigos praticamente a cada página, para Jen e Eric tudo é um código! Muita atenção (e jamais ignorem ou pulem) nas notas de rodapé no decorrer do livro inteiro, pois os códigos estão no rodapé, mas principalmente do último capítulo escrito por F. X. Caldeira. Existe um código no último capítulo que vocês só irão descobrir usando a roda de Eötvös. Por mais chatos que os rodapés podem ser não ignorem, não pulem e leiam com muita atenção. O Navio De Teseu é um livro que precisa de sua atenção 100%! É um enigma em cada página. Também não ignorem os anexos, cada folha, cada carta, cada foto, cada cartão postal, cada pedaço de jornal... Não ignorem nada e leiam todos! TODOS! 



Mais uma dica: Não ignorem o Macaco!
Basicamente existem três histórias nesse livro. Muitas pessoas vêem mais, outras só vêem duas. Eu vejo três: O personagem S, Jen e Eric, e F. X. Caldeira e Straka. Cada um interpreta de um jeito diferente, principalmente a situação do personagem S, esse livro é cheio de frases que te fazem refleti sobre o personagem, então muitas pessoas interpretam S de diferentes formas, fica seu critério sobre o que acham que ele realmente é e seu propósito. Uma dica para vocês não perderem os anexos: escrevam nos anexos as páginas que cada um pertence, assim se vocês forem tirar todos os anexos do livro, saberão as páginas corretas de cada um.
Minhas perguntas, metade sem respostas, me deixaram acordada! Tem tanta coisa que eu queria que Straka respondesse, gostaria que esse autor fosse real gente!




Eu amei a história O Navio de Teseu, amei ver a relação de Jen e Eric se desenvolvendo, amei acompanhá-los nessa busca por resposta, concordo com Eric no final sobre quem é Straka (a pessoal que ele sugeriu e tem quase certeza de que foi Straka), fiquei chocada quando descobri quem é F. X. Caldeira, tanto que eu tive que ler o Prefácio uma terceira vez com olhos diferentes, e os rodapés também! O nome do livro tem tudo a ver com o paradoxo de Teseu! Eu super recomendo essa leitura magnífica, nunca li nada como esse livro! Espero que muitas pessoas quando forem ler não pensem que estão lendo qualquer livro, pois esse livro é totalmente diferente de qualquer coisa que você já leu! Não esperem por todas as respostas, algumas vocês terão outras não, e outras vocês tirarão suas próprias conclusões.





Image Map
©MY SECRET BOOKS 2015 ♥TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ♥ DESIGN E ILUSTRAÇÃO POR TALITA THOMAZ♥TECNOLOGIA DO BLOGGER.